Escrito por Marketing Ausland em

Planejamento empresarial: como preparar a gestão da empresa no segundo semestre

Planejamento empresarial

Quando falamos de gestão de empresas uma palavra é indissociável de ser citada: planejamento. Qualquer negócio é estruturado e moldado com metas, etapas e objetivos, que aliás, devem ser claros e objetivos. Dentro de tudo isso a questão temporal exerce um papel muito importante. Toda preparação tem alguma finalidade e, principalmente, tem um tempo previsto de execução. Planejamento empresarial.

Seja dividindo em dias, semanas ou meses, a gestão de uma empresa deve ser uma estratégia sólida e consistente, compreendendo toda a complexidade que é atuar no meio empresarial.

Como o primeiro semestre já se foi, e o segundo está apenas em seu início, muitos planos podem e devem ser desenvolvidos visando o último semestre do ano. É uma profícua oportunidade de analisar o que já foi feito até o momento; revisar o plano diretor e ver que problemas sua empresa está tendo no momento; ainda mais, é de suma importância que empresários adotem condutas inteligentes, sendo críticos e estando preocupados em otimizar ainda mais a gestão e o trabalho de suas empresas.

Estamos em um momento de crises e pandemia. Portanto, é necessário que gestores estejam atentos e antenados, pois por consequência terão plenas condições de consolidar e aumentar a rentabilidade de suas empresas.

A seguir, vamos abordar tópicos que serão dicas valiosas para preparar a gestão da sua empresa para o segundo semestre de 2020. Confira abaixo:

Avalie sua empresa interna. Como foi o primeiro semestre? – Planejamento empresarial 

O que se espera de um bom gestor é que ele esteja totalmente a par do que está acontecendo com seus negócios, correto? Estando, aliás, absolutamente inteirado sobre tudo que cerca sua empresa: relatórios, estatísticas, resultados, projeções e, principalmente, efetividade.

Por mais que haja a preocupação com elementos externos que possam interferir em suas atividades, esse momento de preparação da gestão tem como enfoque o interno da empresa, dando prioridade ao que acontece seus domínios. Reestruturar ou readequar estratégias e ações são coisas em constante transformação, tendo como objetivo otimizar qualquer tipo de processo interno que possa ser revisto.

Nesse contexto tem sido muito comum a ajuda dos profissionais analistas de performance e de tecnologia. Não se esqueça: estamos imersos na era da tecnologia e da produtividade, portanto, não há como remar contra a maré. Como exemplo mais claro e promissor do mercado, que aliás, já é realidade e vem atingindo excelentes indicadores, citamos as empresas startups. Estruturadas a partir de um modelo de negócios inovador, que tem como principal base a tecnologia para aumentar exponencialmente a escalabilidade de seus empreendimentos, esse modelo de negócios tem sido a referência de empreendedorismo nos últimos anos.

Mesmo sua empresa não sendo uma startup, o que pode e deve ser extraído desse modelo de negócios é sua estruturação e ambiente inovador. Aposte nisso.

Como está seu planejamento estratégico?

O planejamento estratégico pode ser comparado como o coração de uma empresa. Desempenhando um papel de protagonismo, todos os outros fatores que fazem parte da estrutura de um negócio são influenciados por ele. Na hipótese de estar bem claro, estruturado e com metas claras, as probabilidades de êxito são ótimas. Na alternativa contrária, deve-se acender a luz vermelha, parar e revê-lo.

O planejamento estratégico tem como objetivo definir um rumo para sua empresa: analisar e enxergar oportunidades e lacunas no mercado em que se almeja atuar; é uma oportunidade de construir uma visão crítica e minuciosa do seu empreendimento, em que ao final, deve estar claro que papel sua empresa vai desempenhar diante do emaranhado de negócios que declinam devido à sua falta.

Visando o segundo semestre deste ano, confira como foi a efetividade do seu planejamento estratégico na primeira metade de 2020. As metas estipuladas foram alcançadas? Seus objetivos traçados estão de acordo com o momento do mercado? Quais foram as estratégias adotadas? Elas foram efetivas?  A formulação deste aglomerado de perguntas e, principalmente, suas respostas, o farão avaliar o desempenho da sua empresa no primeiro semestre, além de dar um caminho a ser seguido no restante do ano.

Marketing Digital

Totalmente familiarizados com a internet e, especialmente, com as redes sociais, as pessoas consomem cada vez mais produtos e serviços pela internet. A popularização de plataformas como Facebook, Instagram, Linkedin Pinterest, entre outras, trouxeram um novo panorama às empresas nos últimos anos.

Estar fora desses meios virtuais é sinônimo de afastar-se dos seus consumidores e, por extensão, de mais oportunidades de rentabilidade. Diante de tudo isso, o marketing digital tem se disseminado e consolidado muito no meio empresarial implantando por meio de ações de comunicação estratégias para comercializar produtos e serviços, além de consolidar marcas na cabeça dos consumidores.

Avaliando os hábitos de procura dos usuários na internet, o marketing digital vai no cerne do anseio das pessoas: oferece o que, de fato, é relevante para elas; seja um produto ou algum conteúdo, o marketing digital exerce uma função de extrema relevância no meio empresarial.

Seja por meio de uma equipe interna ou contratando agências especializadas no tema, tenha delineado ações para aumentar a lucratividade da sua empresa na internet.

Mercado

planejamento empresarial

Fatores políticos interferem diretamente em nuances econômicas, e o empresariado sabe melhor que ninguém sobre isso. Estamos em momentos de pandemia, as empresas estão congelando e muitas falindo, portanto é um bom momento para focar na organização e buscar métodos de redução de prejuízos.

Todo esse contexto político, econômico e global é característico e propício de uma análise de cenários. Para os empresários, todos esses fatores nada mais são do que oportunidades para expor suas marcas, produtos e serviços para um mercado que necessita de inovação. Esses fatores atingem diretamente os novos rumos de empresas.

Preparar a gestão da sua empresa para atender a novos consumidores e abocanhar uma maior fatia de mercado é a meta para os gestores.

Com o auxílio de outros cargos de liderança e profissionais analistas, projete estratégias a médio e longo prazo para a sua empresa. Estabeleça metas e, principalmente, datas para analisar o andamento dos processos. Um novo cenário está se constituindo e pode ser a grande oportunidade para seu empreendimento atingir outro patamar.

Que tal apostar em equipes integradas? – Planejamento empresarial

planejamento empresarial

Como gestão entendemos o conjunto de estratégias e decisões empresariais que gestores adotam para seus negócios, portanto, escolhas. Além das condições oriundas de cada área de atuação, empresários devem analisar como está a organização das células de trabalho do seu negócio. Toda a dinâmica deve ser vista de forma crítica, passando por todos os departamentos, divisões, organizações e profissionais que integram suas equipes.

Uma tendência muito inovadora e eficiente de mercado que vem se disseminando é a formação de grupos de trabalhos e integração entre departamentos. Nessa dinâmica, gestores traçam metas específicas, montando grupos segmentados de trabalho para desenvolver ideias, estratégias e ações para atingir um objetivo. O interessante desse novo modelo é sua formação com profissionais de distintas áreas, em que cada pessoa pode colaborar com alguma habilidade em que é especialista, formando um time com várias potencialidades.

Nos últimos anos empresários inovadores estão remodelando as formas e divisões de trabalho. O atual perfil de bons profissionais, em especial da nova geração, pende para pessoas que almejam novas relações de trabalho, em que a efetividade e empreendedorismo devem imperar para solucionar problemas. Está se quebrando cada vez mais o paradigma de fazer apenas a sua parte e não contribuir para o todo.

A tecnologia institui novas formas de consumir informações, produtos e serviços. Empresas que não percebam essas inovações e não de readéquem a essa nova realidade estarão fadadas ao fracasso, ao instituir táticas retrógradas de trabalho, além de impor direcionamentos ultrapassados e paralisantes aos seus funcionários.

Controle eficiente: o ERP no cotidiano de empresas – Planejamento empresarial

planejamento empresarial

Até o momento esmiuçamos diversos tópicos que serão fundamentais para empresários se munirem de boas práticas para seus negócios no segundo semestre desse ano. Obviamente, para consolidar tantas ações e dicas, o auxílio que softwares profissionais vão desempenhar terá um papel importantíssimo dentro dessa dinâmica de trabalho.

Entre os fatores que fazem parte de qualquer empresa estão: controle financeiro; fluxo de caixa; departamento de RH; controle de estoque; organização da área comercial; mensuração de resultados; margem de lucro, entre tantos outros.

Atualmente não há como imaginar um empreendimento com saudável rentabilidade e resultados sem o aporte de um software ERP. Projetados para vincular todas essas áreas com ferramentas que alta performance e com fácil manuseio e acesso a todos os departamentos de uma empresa, o ERP obtêm uma efetividade que conquista cada vez maia adeptos.

Foque nas experiências – Planejamento empresarial

planejamento empresarial

Pense no amplo leque de empresas que atuam no mesmo seguimento que você. Diante desse aglomerado de concorrentes, o que de fato diferencia seu trabalho dos demais? Essa pergunta deve ser prontamente respondida e vai influenciar diretamente no sucesso dos seus negócios.

O que gestores e empresas inovadores e líderes fazem não é vender somente produtos ou serviços, eles vendem experiências. Essa afirmação pode parecer um tanto como ambígua, mas vamos aprofundá-la.

Como exemplos, vamos citar o Iphone, da Apple. Dentro da faixa de preços desse aparelho, outros concorrentes vendem produtos que oferecem desempenho similar a preços mais baixos. Mesmo assim, seus resultados de vendas são um sucesso. Mas, afinal, o que explica tanto essas vendas tão significativas?

Várias explanações podem ser feitas, mas de uma forma geral, todas pendem à experiência de ter um Iphone. Obviamente, algumas características quanto à qualidade do produto sobressaem, porém, quando a Apple está comercializando seu produto, ela não o remete como um smartphone, mas sim “o Iphone”. Perceba como o marketing em cima do produto ultrapassa simplesmente sua usabilidade, entrando, de certa maneira, no inconsciente do mercado de consumo.

O desafio é enorme, portanto, inspire-se em grandes marcas e entenda o que as torna mais bem vistas e desejadas. Com certeza em menor proporção, você possa cada vez mais se tornar referência e objeto de desejo para seus clientes e seu mercado. Essa consolidação irá proporcionar uma melhor margem na venda de seus produtos e serviços. Mas lembre-se: até chegar nesse patamar, muitos passos devem ser dados. Esse já é um estágio de referência, algo que vem com muito planejamento e uma gestão empresarial inteligente e eficiente.

Que tal repensar a gestão da sua empresa? Analise criteriosamente os resultados do seu negócio no primeiro semestre, oferecendo a ele resiliência e inovação para obter melhores índices. Converse conosco, clique aqui! Sem dúvidas, essa tarefa ficará mais satisfatória e natural.

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de nossas novidades