Escrito por Marketing Ausland em

ERP – diferença entre software integrado, embarcado e nativo

Dentro do universo do ERP, existem definições específicas. Aprenda o jargão

31. diferença entre software integrado, embarcado e nativo

Um ERP é sempre um sistema modular. Composto de vários aplicativos e módulos que se comunicam e interagem entre si, é um sistema complexo e distribuído para funcionar em vários computadores e diferentes usuários, normalmente com funcionalidades diferentes para cada qual.

Desta forma, o ERP pode ser enxergado como uma grande suíte de aplicativos, um sistema de gestão com função própria. E as definições de software embarcado, nativo e integrado, neste ambiente de ERP, são muito diferentes daquelas empregadas a softwares em geral.

Nativo e Embarcado

Há duas maneiras através das quais módulos e aplicativos se integram ao ERP:

  • Nativo: é aquele software planejado e programado, desde sua concepção, pelo mesmo fabricante, em geral pelo mesmo time ou por equipes que conversam frequentemente entre si e que realizam a construção em cojunto. Um exemplo de software integrado em ambiente ERP são os módulos GoldWay, fabricados pela AUSLAND. O módulo de Varejo (GoldWay Varejo), por exemplo, é nativo ao sistema GoldWay, uma vez que foi projetado e desenvolvido pela mesma empresa.
  • Embarcado: é um software desenvolvido por outra empresa, com um nome próprio, mas normalmente distribuído com a suíte do ERP. Integra-se em código, sendo possível acessá-lo de dentro da interface do sistema de gestão. Um exemplo de software embarcado é o Qlikview. Desenvolvido pela QlikTech, o Qlikview é um sistema de Business Intelligence distribuído em conjunto com o GoldWay, da Ausland. O Qlikview é acessado de dentro do sistema de gestão, de maneira similar a um módulo nativo.

Integração

Quanto à maneira como são integrados ao ERP, os softwares também podem ser classificados de duas formas:

  • Nativamente integrado: nestes casos, a integração é feita através de rotinas e funções internas, utilizando um mesmo banco de dados, sem duplicidade de informações. Ou seja, se um módulo modificou algum dado, a mudança é imediatamente vista por todos. Qualquer software nativo (o que inclui todos os módulos GoldWay) é integrado desta maneira, embora alguns sistemas embarcados aos quais se tem acesso ao código-fonte e banco de dados possam ser integrados dessa forma.
  • Não-nativamente integrado: a integração é normalmente feita por rotinas e funções customizadas e específicas, sem qualquer interação direta entre os softwares ou módulos. As bases de dados são diferentes e costumam ser sincronizadas por processos externos ao núcleo do ERP e o software integrado. Normalmente acontece com softwares de terceiros já existentes que os clientes pedem para integrar com o sistema de gestão.

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de nossas novidades