Escrito por Ausland em

Preços diferentes para o mesmo produto: veja a importância de um sistema que permite diversas listas de preço

Qualquer comércio sabe que é necessário ter um sistema de preço para aprimorar e evoluir o negócio. Mas você sabia que o seu empreendimento pode aplicar preços diferentes para o mesmo produto? Veja a importância de um sistema que permite criar diversas listas de preços para o mesmo item.

O que é sistema de preço?

Para entender os benefícios de aplicar o método acima, é importante entender o que é o sistema de preços e sua função no varejo e comércio eletrônico.

A ferramenta disponibiliza os dados gerados e compilados em tempo real, o que permite uma simulação atualizada do mercado. Como as informações mudam a todo momento, uma avaliação humana dos valores praticados pelos concorrentes além de ser complicada, demanda muito tempo. Por isso, o sistema de preços é tão essencial. Com ele, seu negócio fica a par de todas as variações do mercado, fazendo com que você fique atento às novas condições praticadas.

No mundo extremamente competitivo em que vivemos, o varejo precisa estar sempre de olho nas ofertas realizadas pelos concorrentes. Afinal, o empreendimento que está com o preço mais flexível, normalmente, é quem apresenta um maior volume de vendas e margem de lucro. Se nas lojas físicas a competição é grande, no comércio eletrônico é muito maior. É importante ressaltar que no e-commerce a variação de preço pode ser intensa em um mesmo dia. Diferente do que acontece no setor varejista.

Tabela de preço por cliente

Apesar do valor de uma mercadoria ser definida por meio de uma pesquisa da precificação dos concorrentes, muitos empreendimentos têm apostado também na tabela de preço por cliente. Ou seja, vende o mesmo produto por preços diferentes.

Em linhas gerais, a prática da tabela de preço por cliente nada mais é do que uma forma de premiar os bons consumidores – que pagam em dia, são mais antigos e/ou realizam pedidos grandes. Este método permite fidelizar o seu público e gerar um maior rendimento.

sistema que permite diversas listas de preço

Como falamos acima, a base da escolha do valor praticado depende do relacionamento do cliente com a empresa. Consumidores que cumprem com o pagamento em dia, que façam pedido em grandes quantidades do produto ou sejam mais antigos têm mais vantagens do que os outros. Ao adotar esta prática, os vendedores precisam tomar muito cuidado para não expor os benefícios a outros consumidores. Ou eles podem ficar chateados e estremecer a relação com a empresa.

Como elaborar uma tabela de preços?

Mas como definir os diferentes preços para o mesmo produto? Com muita conta. Primeiro, é necessário calcular o custo daquele item para a empresa, entre eles os encargos sociais e trabalhistas, valor que ele gasta parado no estoque, aluguel da loja e por aí vai. Lembra que falamos sobre usar o sistema de vendas para verificar a precificação do concorrente? É essencial aqui também. Afinal, cobrar um valor acima do que o mercado está praticando pode espantar os clientes.

Ciente das duas variáveis acima é a hora de calcular o preço da sua mercadoria. Considerando, é óbvio, o lucro que deseja alcançar com cada uma delas. A conta é a seguinte:
Custos + despesas + lucros = preço de venda

Descobriu o valor? A partir do resultado da conta acima, já pode se começar a criar uma tabela de preço por cliente. Para isso, existe um outro cálculo básico, o CLV (Valor da vida útil do cliente) que ajuda a começar este processo. Ele é assim:
CLV = quantidade média de transações no período x ticket médio (valor médio que o cliente contribuiu para a empresa dentro do período) x ciclo total de vida do cliente (tempo que o cliente se mantém em sua cartela de clientes) x margem bruta (sua margem de lucro após realizado todos os descontos).

O resultado deste cálculo permite fazer uma análise aprofundada de como cada consumidor deve ser cobrado.
Entendido todos os fatores apresentados, chega o momento de criar efetivamente a tabela de preço por cliente. Para colocar em prática este documento, muitas empresas começam usando algumas planilhas. O problema é que este método até funciona, mas só se o seu volume de vendas, produtos, estoque e clientes seja bem pequeno. Caso essa não seja a sua situação, a melhor opção é contar com um software automatizado de gestão, como o Sistema ERP.

 

 

Como o Sistema ERP pode ajudar na administração de diversas listas de preços?

sistema que permite diversas listas de preço

Se você está procurando agilidade, simplicidade e rapidez, o software de gestão vai se tornar o seu melhor amigo. A ferramenta permite que sejam criadas diversas tabelas com preços diferentes. Tudo isso de acordo com a política de vendas do seu negócio e calculando automaticamente a margem de lucro desejada.

Outra vantagem de utilizar o Sistema ERP é que as tabelas são facilmente acessadas pelos vendedores. Isso sem que eles se confundam com os valores diferentes. Você também pode utilizar a ferramenta via mobile. Assim os funcionários podem ter acesso em tempo real das atualizações das diversas listas de preço. Esta atitude evita furos no caixa e acesso a informações erradas. Além disso, o software garante ao gestor a possibilidade de calcular a comissão de cada vendedor.

Um dado interessante que demonstra a importância de uma tabela de preço por cliente é o seguinte: segundo estudos da American Management, os consumidores fiéis podem representar até 65% do faturamento de um empreendimento. Isso só mostra como é importante fidelizar o seu cliente e presenteá-lo com vantagens para manter a rentabilidade do negócio.

Se você ficou com dúvidas sobre como um software de gestão pode ser essencial na hora de elaborar as tabelas para a sua organização (assim como as outras vantagens da ferramenta), entre em contato com a Ausland.

Migração ERP

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de nossas novidades