Escrito por Ausland em

Como um sistema ERP pode otimizar no atendimento ao cliente

Que tal fazermos uma breve reflexão sobre o que é empreender nos dias atuais e o que os consumidores esperam das empresas? Esse questionamento é pertinente para pensarmos nas bruscas mudanças nos hábitos de compra e de exigência das pessoas no atual contexto em que nos encontramos. Quantos negócios que prosperavam por décadas não decaíram ou frearem nos últimos anos? Quantos novos empreendimentos totalmente inovadores não se desenvolverem e têm na escalabilidade uma enorme oportunidade de crescimento? ´

Essas breves perguntas fazem com que o empresariado brasileiro reflita sobre as novas formas de negócios e veja até que ponto sua empresa está propensa e apta a passar por adequações para conquistar consumidores cada vez mais exigentes. A tecnologia trouxe novas formas de consumo e o intuito de oferecer o máximo de suporte aos clientes é algo buscado por qualquer corporação.

Nesse contexto muitas empresas têm tido nos sistemas ERP (Enterprise Resource Planning), ou simplesmente também chamado de Planejador de Recursos da Empresa um grande aliado para otimizar o atendimento aos seus clientes.

Dando subsídios principalmente à equipe comercial, esses softwares, ao mapearam absolutamente tudo que envolve a empresa, consegue traçar perfis de consumo e ao mesmo tempo integrar toda a administração de uma empresarial em uma interface inteligente e intuitiva. Para a área comercial isso traz mais agilidade no atendimento e propicia estratégias mais efetivas. Confira a seguir como, na prática, podem acontecer esses benefícios.

Entendendo o perfil do cliente por meio do uso do ERP

Partimos da premissa que consumidores têm hábitos de consumo bem definidos e preferências no mesmo de realizar suas compras. Sem o auxílio do ERP, seria muito trabalhoso oferecer aos departamentos de uma empresa relatórios e estatísticas entrelaçadas para de fato traçar o perfil de clientes que compram com constância. O que o cliente “x” compra todo mês? Em que quantidade? Foram sempre os mesmos produtos? Ele tem mudado o foco de consumo? Quanto ele já investiu em nossa loja ao longo dos últimos doze meses?

Perceba que as respostas destas perguntas moldam o que determinado cliente representa para um negócio. Imagine depender de planilhas de difícil acesso, em que é necessário a elaboração de fórmulas para cruzar esses dados e informações, para aí sim ter todas as informações disponíveis.

Todo esse aglomerado tarefas torna essa tarefa lenta e exaustiva. Um inteligente sistema ERP traz em uma interface limpa e rápida todo esse histórico, com relatórios, estatísticas, histórico de compras, fazendo até mesmo uma ponte entre a área comercial e financeira, apontando qual é o potencial de compra desse cliente e qual pode ser a melhor estratégia para quem sabe oferecer ainda mais soluções para o mesmo.

Por parte do cliente, ao receber um atendimento tão assertivo e pontual, constrói-se um vínculo não só de negócios, mas também afetivo e de empatia com a empresa, em que o consumidor enxerga no seu fornecedor não só um parceiro que agrega valor aos seus desejos de consumo, mas também uma relação de confiança com os gestores e equipe comercial.

A junção de todas essas etapas descritas é o que chamamos de experiência de consumo. Pessoas não querem simplesmente usufruir de serviços e bens de uma maneira simples; elas almejam sentir-se totalmente satisfeitas em suas experiências no início ao fim, criando um elo em toda essa relação, e o ERP pode e deve ser a ferramenta que vai dar subsídios a empresas inovadoras para proporcionar isso aos seus consumidores.

Aumentando a eficiência: o foco no cliente e nas soluções

Trouxemos no artigo “Características de um sistema ERP completo para sua empresa” (colocar o hiperlink) todos os tópicos que um eficaz e bem arquitetado sistema ERP deve conter para atender com excelência as demandas de negócios.

Neste sentido o que se percebe é a redução drástica de duplicação de trabalhos, ou seja, retrabalhos, algo que acontece muito quando não há a integração entre departamentos, algo que o ERP tem como um dos principais pilares de sua atuação. Tornando os processos mais metódicos e fluídos, a tendência é que todos os trâmites que envolvam as atividades de uma empresa se tornem mais céleres, culminando em um maior tempo para se dedicar às soluções dos problemas dos clientes.

Não há como pensar em propor aos seus consumidores boas prestações de serviços ou venda de produtos de valor se nem mesmo a sua própria empresa encontra-se devidamente organizada e alinhada, com as engrenagens funcionando de uma maneira harmoniosa.

Ao beneficiar-se de toda a integração advinda com o ERP, empresas trazem resoluções mais precisas e assertiva em seus cotidianos, expandindo em muito sua atenção no que realmente importa: encontrar soluções para os seus clientes.

Conclusão

Os sistemas ERP cada vez mais trazem ferramentas com alto grau de profissionalismo para manter empresas comprometidas com seus clientes sempre com as melhores condições de atendê-los. Procure alternativas, confira quais são os anseios dos seus clientes e procure ao máximo agregar valor a eles.

Mas antes, como discorrido nesse artigo, é imprescindível que sua empresa tenha um pleno diagnóstico da sua carteira atendida, traçando perfis de consumo, comportamento, trazendo novas soluções que eles não encontrem em outras empresas.

Focando no que realmente importa para eles, sem dúvidas sua empresa terá enormes probabilidades de êxito nesse mercado tão acirrado de negócios.

 

Veja também o nosso e-book sobre a importância do ERP para equipes da alta performance e entenda melhor o funcionamento dessa ferramenta:

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de nossas novidades