Escrito por Marketing Ausland em

Capacidade de análise é chave para um bom sistema de BI

Capacidade de análise é a chave para um bom sistema de BIO que não se mede não se gerencia. E o ponto forte de um bom sistema de BI, como o Qlikview, a ferramenta oferecida pela Ausland, é justamente o fato de agregar dados das mais diversas fontes e combiná-los para fornecer métricas de todo tipo, para todos os níveis hierárquicos da organização.

No entanto, um bom sistema de BI não é só aquele que tem um grande histórico e gera relatórios de acordo com dados já passados. O BI é um ferramental que ajuda a vislumbrar aspectos futuros do negócio, possibilitando às gerências e equipes adequarem os investimentos para possíveis cenários futuros.

O BI consegue montar esses cenários futuros com uma alta capacidade de análise, capaz de prever tendências baseadas nos dados do passado. No entanto, enquanto a análise das linhas dos gráficos prediz uma situação onde as variáveis não se alteram, o Qlikview vai além, possibilitando aos gestores inserir valores radicalmente diferentes para as variáveis envolvidas e seu impacto no faturamento, custos e outras variáveis internas, como tempo de fabricação, nível de reclamações esperado, dentre outros.

Exemplos

Um bom BI pode, por exemplo, detectar, por nível de reclamações e desistência, a insatisfação de alunos de uma determinada instituição de ensino, cruzando dados demográficos, como distância em que mora e nível de renda, bem como quais são os aspectos específicos (ou mesmo profissionais da instituição) que estão levando às insatisfações. Com base nisso, o gestor pode prever cenários onde determinadas variáveis são previstas, como treinamento de certos profissionais ou contratos com cooperativas de transporte para alunos de determinada região e prever qual o nível esperado de insatisfação ou desistência que tais medidas gerariam, além de seus impactos em custos e receita.

Agora considere, por exemplo, o cenário ocorrido desde metade de 2014, quando o dólar subiu de pouco mais de R$ 2,20 para além de R$ 3,00. Certamente, uma situação atípica como essas afeta fortemente qualquer empresa envolvida em comércio exterior e, embora houvesse uma tendência de subida do dólar desde 2011, a movimentação foi atípica, fora dos padrões de gráficos passados. Mas quem tinha um bom BI não só pôde atualizar imediatamente as suas métricas de custos e receita com a movimentação, como também, provavelmente, já tinha tais números previstos antes da valorização e um planejamento de importações e exportações caso o cenário se confirmasse.

Assine nossa Newsletter e fique por dentro de nossas novidades